22 de fevereiro de 2011

Controvérsia

Para elaborar uma posição radical que eu tomei enquanto gravava o Boteco dos Game (primeiro episódio, próximo em uma semana!) com meus amgs, lá vai.

No caso de um apocalipse zumbi, sou pró-zumbis. A unanimidade atual em prol dos não-infectados não é coisa saudável, sem diversidade não há democracia. É assustadora a falta de representatividade dos zumbis, é assim que acontecem os genocídios. Vê aí o caso da Líbia, daqui a pouco vamos mandar jatos para abater os bichinhos dos undead.

Na moral, todo mundo se imagina como parte da resistência, como a galera que vai repovoar a terra. Ninguém se imagina como parte da massa sem personalidade de zumbis, exceto eu, porque eu sou muito especial.

Por que eu deveria fugir dos zumbis? Ia dar mó trabalho. Se eu fico lá paradão, viro zumbi e eu persigo as pessoas, vou ser o dominante da relação, o macho alfa, a humanidade se torna minha presa. Se eu fico assim, rosinha e sadio, vou ter que ficar fugindo e me escondendo dos zumbis, vou ser a total bitch deles. Porra, e não é como se a gente fosse encontrar escopeta em cada armário pelo Brasil, esse país é mó deprê, os únicos que iam acabar sobrevivendo seriam os seguranças de carro forte.

Os resistentes teriam que se defender com umas faquinhas de cortar pão, galhos, mangueiras, varais, essas coisas que a gente realmente acha no Brasil, ia ser a visão mais emocionalmente transtornante do mundo. Por outro lado, o futuro parece brilhante se geral simplesmente aceitar virar zumbi. A gente persegue os indefesos, não sente mais dor, vive em função do prazer de comer cérebros e nem pensa em mais nada. Quando nossa população estabilizasse, a gente poderia até chegar num consenso sobre um grau sustentável de consumo de cérebros sadios.

É uma pena deveras que o debate atual sobre zumbis só esteja infectado mesmo pelo RACISMO.

8 comentários:

  1. Muito cedo pra pedir um CS Líbia? Ainda existe CS? GTA Líbia?

    ResponderExcluir
  2. Minecraft Lybia! A gente manda jatos pra explodir cavernas e a gente catar ore.

    ResponderExcluir
  3. Sou totalmente pró-vivos. E o principal motivo é a possibilidade de matar humanoides indiscriminadamente e sem nenhum peso na consciência.

    Sempre que eu assisto a alguma coisa com zumbis ou androides, eu passo muito tempo depois só imaginando estratégias pra matar, matar e matar mais. E totalmente sem culpa. Fui assim com The Walking Dead, ou com Exterminador do Futuro e coisas do tipo.

    Mas não dá pra assistir a um filme de um serial killer e depois se imaginar na pele do cara, trucidando criancinhas e velhos indefesos. Eu não consigo essa catarse toda nem com filmes de guerra, por mais que os vietcongues sejam maus.

    Mas com zumbis e androides é uma libertação. Id e superego fazendo um meia-nove.

    Inclusive, depois de muito elucubrar, cheguei a conclusão que a melhor arma pra sobrevivência pós-apocalipse zumbi é arco e flecha. Bestas são lentas, balas acabam, espadas e machados precisam estar muito próximos do alvo...

    Fazendo algumas contas: com um grupo de uns 50 sobreviventes (estimativa de sobreviventes em uma cidade grande, de 1 milhão de habitantes pra cima), cada um com seu arco (lojas e clubes de treino em uma cidade como Recife devem render uns 50 arcos, com algum tempo de procura, claro), divididos em grupos de 10, sobre caminhões e carros de bombeiros, com 10 flechas pra atirar (e recuperar depois), cada grupo descarregando seus 10 tiros e recuperando-os três vezes por hora (com o tempo de treino e prática, o número de erros tenderia a zero), 5 horas por dia, teríamos 7.500 zumbis mortos por dia (10 tiros x 3 vezes x 5 horas x 50 atiradores = 10x3x5x50 = 7.500). Dessa forma daria pra eliminar todos os zumbis de uma cidade de 1 milhão de habitantes em míseros 133 dias (1.000.000 / 7.500 = 133).

    E depois de limpar a cidade, poderia se expandir o know how pra outros grupos de sobreviventes, além do grupos inicial poder continuar seu trabalho em uma nova cidade, e cada novo grupo recrutado faria o mesmo depois de limpar a sua cidade. Em alguns anos, talvez uma década ou duas, os 6 bilhões de zumbis já eram, daí poderíamos recomeçar a humanidade, formada basicamente por assassinos profissionais, armados com seus arcos e flechas, e que dedicaram a última década de sua vida a enfiar flechas na cara de outras quase-pessoas.

    ResponderExcluir
  4. ^ Ainda é o melhor comentário que recebi aqui.

    ResponderExcluir
  5. O problema de ser zumbi é ter que se estapear com outros zumbis para comer um pedacinho da vítima. Eu seria uma péssimo zumbi. Não ia querer me misturar.

    ResponderExcluir
  6. Sou Pró-vivos.
    Mesmo sabendo das dificuldades, não deve haver nada mais prazeroso na vida do que dar um tiro na cabeça de um zumbi.

    ResponderExcluir
  7. Mothaflocka20/08/2011 14:18

    Cara,esse seu texto me fez pensar muito sobre algo intrinsecamente relacionado ááááá causa pró/contra-zumbis/mortos-vivos diversos.

    Não só acredito que somos naturais pró-vivos como acredito que todos nós,ou pelo menos aqueles que não são da sociedade protetora dos animais,vegetarianos e outros do gênero,somos serial killers enrustidos.Calma,irei explicar,considerado os seguintes fatos:

    Nós somos os seres dominantes da Terra.Subjugamos os animais selvagens com nossa inteligência e nós "infestamos" através do mundo,e através da sociedade,criamos um código moral de não matar nossos semelhantes,por motivos diversos.

    Mas,repare que,em todas as vezes (e por vezes eu digo jogos,filmes,hqs,etc.),a partir do momento em que algo que possa bater de igual pra igual com a gente aparece,algo que nos ameace,como aliens,zumbis,monstros ou qualquer outra coisa parecida,todas essas regras desaparecem,e se necessário matamos sem piedade alguma,ás vezes até comemoramos a morte deles.

    Quero dizer,não estou condenando nada disso,pois naturalmente sou um ser humano também,e provavelmente faria o mesmo;estou dizendo que toda essa vontade primordial de matar está guardada em cada um de nós,apenas esperando um oponente na natureza á altura que não seja a nós mesmos,pra provarmos mais uma vez que somos os Reis do nosso território,como os animais selvagens que tanto dizemos nos diferenciar.

    Será que,em caso algum evento desse tipo aconteça,surgirão ONG's que protegem os direitos desses seres também,como os pró-zumbis,ou os pró-seres de outro planeta,ou apenas os usaremos como desculpa liberar nossos instintos assassinos?

    Reflitam.

    ResponderExcluir
  8. Genial. Mais bater na cabeça de um zumbi com um taco de baseball nao tem comparação

    ResponderExcluir